pão bread bröd

Perdida numa das aldeolas da Serra Algarvia, vi há talvez vinte anos, uma senhora fazer pão sem fermento.

Segundo ela,  guardava-se um pouco da massa para fazer crescer a próxima fornada. A minha mãe,  professora primária e etnógrafa amadora aos fins-de-semana, documentou o acontecimento  através de um rolo de fotografias e apontamentos num caderninho de folhas A5 com linhas azuis e vermelhas.  Depois de uma tarde a correr entre o forno de pedra e a mesa onde a senhora amassou mais de 20 pães de quilo, achei que era melhor voltar ao pão que comprávamos no Continente. (Já haveria Continente nessa altura?)  É que a ideia de fazer pão em casa, no forno eléctrico durante uma tarde inteira não me tinha inspirado tanto quanto à minha mãe, que em mais uma loucura etnográfica, decidiu comprar uma casa na dita Serra com um forno de pão “a sério para se fazer pão como antigamente.”

Fazer crescer qualquer massa era há anos um trabalho hercúleo. Quando chegava o Natal, lá apareciam os alguidares junto dos radiadores a óleo,  era uma  constante de medo e expectativa,  “não levantem o cobertor, não corram aí que ainda caem na massa do Bolo Rei” 

Agora que temos fermento de padeiro em pacotes prontos a usar e até um pó, tudo se tornou mais fácil,  com a chegada do “pão sem amassar”,  podemos fazer pão delicioso em casa sem trabalho nenhum. (Quão longe vai o tempo em que tínhamos de encomendar à padeira o  fermento!)

Mas isto de não ter trabalho e excelentes resultados não estava escrito que ia durar…. 

Porque agora,  o que está mesmo na moda é fazer pão sem fermento. Eu, não me deixo ficar para trás.  Qual No-Knead Bread – New York Times,  o que se quer agora são frascos de uma pasta borbulhante de aspecto mais que suspeito que se transformará em pão.  A minha está numa caixa desde ontem, é o meu starter. Hoje já tinha um cheiro para o estranho, dizem que é normal. Aliás, no que diz respeito a esta sourdough, tudo parece normal. Cheira mal? Tem um líquido escuro e assustador? Não se preocupe, é normal. Eu não me preocupo até ver o primeiro mosquito a nadar na massa. Amanhã, se tiver coragem para abrir a caixa e alimentar o meu starter, deixo aqui umas imagens.

About these ads

One comment

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s