Day: November 21, 2011

Panna cotta de Pandan – uma receita para a Maria

No mês em que se celebra o quarto aniversário da Tertúlia de Sabores, a Moira convida-nos a ajudar a Maria, uma jovem voluntária das Nações Unidas em Timor. A despensa e utensílios de cozinha de que a Maria dispõe são reduzidos, e é com eles que devemos também nós preparar em nossas casas receitas que possam auxiliar e talvez inspirar  esta jovem a tornar as suas refeições mais saborosas e diversificadas.

Aqui na Padaria era quase obrigatório participar com uma sobremesa e por isso escolhi preparar Panna  Cotta de Pandan, a mistura entre uma sobremesa que todos conhecemos e um sabor novo e diferente tradicional da zona onde se encontra a Maria.

O pandan, conhecido também por “baunilha asiática”, é um planta muito utilizada na preparação de sobremesas  do Sudeste Asiático. Na Suécia podemos por vezes comprar folhas de pandan em supermercados que importam produtos asiáticos. Para esta sobremesa utilizei gelatina de pandan, feita com agar-agar que trouxe de Londres. (Sim, eu venho das minhas viagens com as malas cheias de comida….) Em Portugal não sei realmente se vão conseguir encontrar, mas penso que este será um sabor de gelatina que a Maria conseguirá comprar  em Timor.  É um pouco difícil descrever o sabor de Pandan. É leve e agradável, fresco, para mim assemelha-se a abacate, outras pessoas dizem que sabe a coco, arroz de jasmim, folhas de banana…

Fiz a minha sobremesa em camadas, dividindo o pacote de gelatina em 3 partes (usei colheres de sopa), mas é um trabalho desnecessário. O agar-agar solidifica à temperatura ambiente, não necessitando de horas de frigorífico, o que pode ser conveniente no caso da Maria. A primeira vez que tentei esta receita segui a indicação da quantidade de líquidos da embalagem de gelatina, e acabei com uma panna cotta que podia ser utilizada como mini-trampolim, por isso aumentei a percentagem de leite e natas  nesta versão da receita.

Na produção desta receita não foram utilizadas copos medidores, balanças,  nem  nenhum dos luxos a que estamos habituados no nosso dia-a-dia.

Atenção que estou a indicar uma receita que usa agar-agar e portanto é feita ao lume. Para outros tipos de gelatina sigam as indicações do pacote.

Utensílios/Equipamento

  • Fogão
  • Copos para servir
  • Um tacho
  • 1 colher
  • 1 faca para abrir o pacote e cortar a fruta

Ingredientes:

  • Gelatina de pandan
  • Natas e leite (uso uma mistura 50/50 dos dois)
  • Fruta para decorar

Preparação:

O pacote de gelatina tem indicada a quantidade de líquido que devem utilizar. Substituam a água por leite e natas. Eu uso mais 50% de líquidos do que a  recomendada. Se por exemplo o pacote indicar 4 dl, utilizem 6 dl, ou a panna cotta acabará por ficar muito dura. (Em especial para a Maria: 1dl = 8 colheres de sopa)

Num tachinho levem ao lume as natas e o leite. Quando começar a ferver deitem sem parar de mexer a gelatina, cozinhem durante 2 minutos. (É contar até 120… ;) ). Retirem do lume e deitem o preparado em taças ou copinhos (imagino que nas chávenas de chá no caso da Maria). Deixem arrefecer, decorem com fruta e sirvam.