Ärtsoppa & Pannkakor – O menu de quinta-feira na Suécia

(Só uma nota para vos pedir desculpa pelo atraso na resposta aos vossos e-mails e comentários, estou a tentar colocar a escrita em dia o mais rapidamente possível.)

… e a minha versão de sopa de ervilhas e crepes Suzette

A tradição de às quintas-feiras se comer sopa de ervilhas e crepes, tem origem no período de domínio católico no país. Para enfrentar os horrores do obrigatório dia de jejum de sexta-feira, os suecos costumavam  no dia anterior forrar o estômago com uma refeição mais forte e saborosa: sopa de ervilhas acompanhada de carne e para sobremesa crepes com doce.

Por ser um prato tão apreciado, o costume manteve-se mesmo depois da Reforma e ainda hoje  muitas escolas, famílias e até as forças armadas servem Ärtsoppa & Pannkakor às quintas-feiras.

A torsdagsmat (torsdag  ”dia de Tor” – quinta-feira +mat- comida) não é apreciada pelo viking, e depois de ter visto a verdadeira sopa de ervilhas suecas, não o censuro. O prato é feito com ervilhas amarelas, e é geralmente acompanhado por um naco de carne, estilo entremeada cozida. Acreditem, é uma imagem de horror! (Especialmente a que se vende em tubos, vejam.) Eu estou até convencida que a lenda da morte do Rei Erik  XIV em 1577,aparentemente depois de ter comido um prato de sopa de ervilhas envenenado, deve ter tido origem no aspecto terrível do mesmo.

Esta é a minha versão desta refeição e a forma  de seguir a tradição também em nossa casa: Sopa de ervilhas verdinhas e quase doces com sourcream e pedacinhos de bacon estaladiços e, em vez das tradicionais pannkakor e doce de lingon, crepes Suzette.

Para a sopa de Ervilhas:

Ingredientes:

  • 1 cebola pequena picada
  • ½ talo de funcho em pedacinhos
  • 1 nabo ou dois talos de salsify
  • ½ courgette
  • 3 dl de ervilhas congeladas (não sei quanto pesa, usei uma medida de decilitro.)
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • Sal e pimenta
  • 8 dl de água (aproximadamente)

Para servir:

  • Sourcream, iogurte grego ou creme fraiche
  • Bacon

Preparação:

Refoguem levemente a cebola com o azeite, o funcho, a courgette e o nabo ou salsify. Quando estiverem macios acrescentem a água, temperem e quanto levantar fervura adicionem as ervilhas.

Cozam  só  até as ervilhas estarem tenras (ervilhas demasiado cozidas perdem a cor e  ficam feias).

Triturem o preparado com a varinha mágica e, se gosta de sopas muito cremosas, passem-na por um passador de rede fina.

Decorem com pedacinhos de bacon e sourcream e sirvam.

Crepes Suzette

Esta é a versão simplificada da tradicional sobremesa francesa e que também graças ao Masterchef Australia voltou a estar na moda. Usei a minha receita de crepes que podem ver com um antigo passo-a-passo aqui, mas podem claro usar a vossa própria receita ou até crepes comprados.

O molho foi adaptado da receita do Masterchef Australia

Ingredientes:

  • 4 crepes

Para o molho:

  • Sumo e raspa de três laranjas grandes
  • 6 colheres de sopa de açúcar (rasas!)
  • 30 gramas de manteiga
  • 6 colheres de sopa de licor de laranja (Grand Marnier, Cointreau…)

Preparação:

Preparem e reservem os crepes, ou tirem-nos do pacote.

Misturem a raspa da casca das laranjas com o  açúcar. Esfreguem o açúcar entre os dedos ou usem o almofariz ou processador de alimentos. (Este processo é importante porque ajuda a libertar os aromas que estão escondidos na casca das laranjas.)

Numa frigideira aqueçam o açúcar até que este ganhe um tom dourado. Aos poucos, porque vai ferver, trabalhem com cuidado, acrescentem o sumo de laranja. Esperem que o açúcar esteja dissolvido antes de adicionar a manteiga. Um a um banhem os crepes neste molho dobrando-os em quatro e empurrando-os para um canto da frigideira. Têm de ser rápidos e trabalhar em lume baixo para evitar que o açúcar ganhe ponto e se transforme em caramelo.

Reguem com o licor e com muito cuidado flamejem os crepes, sirvam imediatamente.

About these ads

13 comments

  1. Ana,
    No domingo também fiz um creme de ervilhas para mim. É uma sopa de que gosto muito. O teu creme está com um aspecto delicioso.
    A de tubo é realmente aterradora :).
    Beijinhos

  2. Olá querida Ana, que saudades que já tinha, de por aqui passar;)
    muita coisa boa nos mostras, por exemplo, este menu de quinta-feira está extraordinário.
    Desejo-te um bom fim de semana, um abraço:)

  3. Aposto que o teu Vicking mudou totalmente de opinião (confesso que, qdo accionei o link da “sopa em salchicha” fiquei com o meu estomago a dar um sinal… … …)
    Beijococas :)

  4. Ana, fiquei completamente rendida… Até me apetece ir pesquisar melhor essa história e conhecer melhor a vossa cultura! A tua reinterpretação é, como sempre, um regalo para a vista e de certeza também para o palato:) Essa sopinha está com um aspecto tão, mas tão bom… E os crepes estão mesmo gulosos, uma autêntica visão!!
    Saio daqui sempre a babar:)
    Beijinhos

  5. Desculpa também a minha ausência.
    Um dos meus rapazes doentes (um valente susto) arredou-me dos computadores!
    Desta tua versão eu faria dogma!… Repetível a cada 5ªf
    Beijo grande!
    Babette

  6. Mais uma tradição que gostei de conhecer. E a tua versão é bem mais tentadora! (lembro-me de ter comido uma sopa horripilante quando estive na Suécia!). E adoro crepes Suzette, ficaram lindos. Obrigado pelas palavras no meu blog, aos poucos vou recuperando :)
    Um beijinho.

  7. Adoro sopa, e este creme parece-me muito bem. Já estou a imaginar o dito rei a ter um ataque ao ver uma sopa horrenda com um naco de carne. :p Aposto que se devorasse a tua, viveria feliz para sempre.
    Por aí existem tradições bem curiosas.

  8. A sopa ficou com um aspecto bastante apelativo! Assim parece bem boa. Os crepes.. confesso que nunca experimentei fazer. E porque? Porque sempre achei que seria muito complicado – não sei porque. Mas vendo os teus, que ficaram lindissimos, fico logo com vontade de experimentar :)
    Beijinho, Tania.

  9. Ana, só p dizer que fiz hj a sopinha p o jantar e ficou uma delicia! ;) e foi a primeira vez que usei o funcho! q giro!pergunta: e a ramagem? pode-se aproveitar p outra dose de sopa ou nem por isso? é como o alho francês?e pronto ja m decidi, vou arregaçar mangas p a massa velha!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s