Sem rodelinhas de chouriço nem azeitonas

by ana

Não sei  bem por que motivo, mas na minha família sueca, o hábito dos aperitivos e entradas não existe. Muito de vez em quando a minha sogra serve umas tostinhas com salmão e uma bebida antes de jantar, o que comparado com a forma como as reuniões familiares começam em casa dos meus pais, me parece uma tristeza.

Na família portuguesa, nunca há uma hora certa para se iniciar a refeição, chegamos quando queremos,  enquanto se acaba de preparar a comida, vamos atacando o bar e as entradas que imagino serão as mesmas que nas vossas casas, pão e tostas, azeitonas, queijos, presunto, o creme de atum de que já vos falei.

As primeiras vezes que tentei implementar os meus hábitos portugueses entre amigos e familiares por aqui, a coisa correu bastante mal. A verdade é que os convidados se atiravam com tal entusiamo aos queijos portugueses, ao chouriço assado e ao pãozinho acabado de sair do forno, que quando eu os chamava para a mesa respondiam espantados “Mas isto não era o jantar?”

Das várias entradas mais leves que tive aprender a servir, esta mousse de salmão é talvez a minha favorita. As bolachas podem ser preparadas com vários dias de antecedência e acompanham também na perfeição um pedacinho de queijo e compota. A mousse é ultra leve, fresca, e prepara-se literalmente em segundos.

Ingredientes:

Mousse:

  • 200 gramas de salmão fumado
  • 1,5 dl de natas
  • 2 colheres de sopa de queijo fresco (usei queijo com 9% de gordura)
  • 2 colheres de sumo de laranja
  • Endro ou folhinhas de funcho e raspa de casca de laranja para decorar

Preparação:

Batam as natas com o sumo de laranja até obterem a consistência de creme Chantilly. No processador de alimentos piquem o salmão com o queijo creme. Misturem as natas com o salmão envolvendo tudo cuidadosamente. Decorem com raspa de casca de laranja e endro picadinho e guardem no frigorífico até servir.

Para as bolachinhas:

  • 100 gramas de farinha de trigo
  • 75 gramas de farinha de centeio integral
  • 1 colher de café de sal (mais ou menos de acordo com o vosso gosto)
  • 1 colher de café de cominhos em pó
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • Água.

Preparação:

Aqueçam o forno a 200 C

No processador de alimentos misturem todos os ingredientes. Aos poucos vão acrescentando a água até obterem uma massa bem  ligada.

Estendam a massa numa superfície levemente enfarinhada, cortem as  bolachinhas usando cortadores de bolachas ou copos. (Quanto mais finas, mas estaladiças e saborosas ficam as bolachas.) Piquem as bolachas com um garfo e cozam-nas durante aproximadamente 10 minutos.

About these ads

26 Comments to “Sem rodelinhas de chouriço nem azeitonas”

  1. O aspecto é delicioso, fiquei bastante curiosa pois o meu marido adora salmão fumado!

  2. que engraçado! Realmente não consigo imaginar um jantar de amigos sem umas entradinhas para irmos conversando e esperando que chegue quem está atrasado :)
    este patê ou mousse está com um aspecto delicioso mas os meus olhos não largam as bolachinhas :) tão giras para substituir as tradicionais tostas de compra :) um beijinho

  3. As diferenças gastronómicas entre os vários países são de facto muito interessantes. Por cá somos fãs das entradas. Na “nossa” Grécia, as mezedes também são autênticas refeições só por si. Talvez seja algo apreciado pelos países do Mediterraneo e não faça grande sentido nas outras culturas. Talvez porque aqui se passe mais tempo à mesa, principalmente quando o tempo permite refeições no exterior para muita gente e os petiscos servem para forrar o estômago e fazem render o prato principal. E talvez porque somos tão ricos em ingredientes, com tanta variedade, esta seja uma forma de provarmos um pouco de tudo numa mesma refeição.
    Gostei desta mousse de salmão fumado, e até tenho uma embalagem lá em casa ainda sem destino… Talvez me tente.
    Boa semana!

  4. Pois, não sei que te diga. Só e apenas que fiquei deliciada quer com a mousse quer com as bolachinhas.
    A verdade é que as nossas entradinhas por vezes deixam-nos tão cheios que depois já nem temos ‘barriga’ para o resto… mas também é certo que muitas vezes sabem melhor as entradinhas do que o jantar em si.
    E claro, agregado ao hábito das entradas está toda a convivência social, não é?
    Bom… acho que não deves desistir e tens de continuar a insistir com os nossos hábitos por aí ;)

  5. Olá

    Não sou muito fã de salmão fumado, mas na família são mais os que gostam, por isso esta linda entrada já está registada.
    As nossas entradinhas são muito gulosas! Eu normalmente abuso, e depois já não tengo barriga para a refeição principal, sou assim desde criança!

    Beijinhos

  6. É mesmo engraçado! Não consigo imaginar um jantar de amigos e família sem umas boas entradinhas! Até já temos tradição de em certos jantares, fazermos só entradas e petiscos, que maravilha. E enquanto petiscamos, convivemos e soltamos gargalhadas. Não imagino jantares sem isso :)
    Gostei desse creme de salmão, como toque da laranja. E das bolachinhas tão fofas.
    Um beijinho.

  7. Ana,
    Lá em casa também servimos sempre umas entradinhas quando há convidados e mesmo quando não há. Por vezes eu e o D. gostamos de petiscar antes do prato principal, nem que seja só um pouco de requeijão ou umas rodelas de chouriço assado. As entradas são o momento relax da refeição. Fiquei de olho nessas bolachinhas. Tenho que as experimentar para acompanhar os patés que também gosto de fazer no tempo dos churrascos.
    Beijinhos

  8. Adoro salmão e esta mousse está a fazer-me salivar! Já estou a imaginar a próxima jantarada! Vou levar a receita comigo! Bjinhos

  9. Não me digas nada…lembro-me de ter sido convidada para um jantar sueco e…havia uvas, queijo, salmão e camarão…pensei que eram as entradas D) D)

  10. Que linda entrada Ana, o aspecto leva-nos rápidamente a querer barrar várias bolachinhas …
    Beijinhos e uma boa semana.

  11. Olá Ana:)
    Lol
    Pois é, por cá existe muito o hábito da entradinha, com umas azeitoninhas, uns queijos, uns enchidos, uns patés e até umas saladinhas de polvo, ou de feijão frade, uns pastéis de bacalhau… À grande e à portuguesa!
    E eu atino, que gosto particularmente de preparar entradinhas e ando sempre à procura de novas ideias, como esta tua mousse, que vai já ficar guardadinha!! Gostei bastante, deve ser maravilhosa com umas bolachinhas como essas!
    Beijocas :)

  12. Adoro!!! E custa-me imaginar uma mesa sem entradas! Mesmo quando é um simples jantar de amigos em que mandamos vir umas pizzas não falta o pão de alho :)
    É fascinante conhecer as outras culturas mas certos aspectos fazem-me gostar ainda mais das tradições portuguesas. E quanto à mousse e bolachinhas, têm um aspecto delicioso como sempre!
    bjinhos*

  13. As diferenças estão estampadas nas mais diversas áreas… a culinária ao que parece também não foge à regra. Fiquei curiosa em relação à musse de salmão. Parece-me mesmo leve. Quanto às bolachas… irei testar, pois são diferentes. Assemelham-se ás tostas, nos ingredientes. Sempre com boas sugestões.

  14. Aqui em casa nunca tivemos o hábito dos aperitivos/entradas. Mas é algo que eu adoro. No meu trabalho, por vezes combinamos jantares só de entradas e sobremesas, e confesso que as entradas são as minhas preferidas. :) A mousse de salmão está com um ar delicioso. Levezinha e fresca. Perfeita com essas bolachinhas que, levando centeio, tenho a certeza que vou adorar. Beijinho

  15. As saudades dos nossos aperitivos tão portugueses! Dos queijos serranos e da broa de milho da serra… hmmm.. :P
    Eu também confesso que o apetite para a refeição também já não é muito depois de me empadurrar com estes mimos!
    Gostei do toque de laranja; costumava fazer também assim um patê, mas não usava natas…
    Beijinho*

  16. Deve ser uma delicia, vou levar a receita.
    bjs

  17. Estas bolachinhas conquistaram-me pela facilidade da receita.

  18. Olá Ana
    Ando em busca de salmão fumado por aqui. Quero fazer esta receita!!
    Beijos

  19. Eu cá sou como tu e maior parte dos Portugueses entradinhas é comigo.. as vezes como tantas que o prato principal deixa de ter piada e já só penso na sobremesa. adorei a tua sugestão, beijo

  20. Não sou nada apreciadora de Salmão Fumado e acho que é por puro preconceito, mas não sou capaz de o comer por pensar que é peixe crú! Já me disse mil vezes que é estupidez, mas até agora ainda não consegui vencer esta sensação.
    Ao ver esta tua mousse fiquei a oscilar entre “um lado e outro”. Pelo sim, pelo não, vou levar a receita. Quem sabe se vou começar mesmo a gostar do petisco?
    As tuas bolachinhas fizeram-me lembrar umas que já postei, mas as tuas são diferentes pela mistura de farinhas.
    Obrigada pela partilha das receitas. Quando experimentar venho dizer-te como foi. Bjs. Bombom

  21. Olá!
    Realmente não consigo imaginar receber pessoas cá em casa, quer seja para almoçar ou jantar e não ter uma boa selecção de entradas e aperitivos.:)
    Mas fiquei curiosa com a tua sugestão, pois adoro salmão fumado!
    Beijinhos e bom fim de semana.

  22. Olá Ana…uma questão tonta: é possivel mudar o salmão??? é que não gosto mesmo nada :(
    Mas vou guardar a receita, porque lá que eu não goste, não quer dizer que não faça coisas gostosas ás visitas!!!!! E pinta de buenoooo tem!!!!

  23. Reblogged this on justseeing and commented:
    Receita a guardar para recordar quando tenha de visitas os amigos da Suécia… se tudo correr bem a minha Senhoria nova é sueca..receita perfeita para dar graxa..ihihihih

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: