Sobre mim

Willow- the Elf Cat

 Anasbageri significa  “A padaria da Ana”, bem-vindos!    

 Sou uma portuguesa a viver na Suécia desde 2004 com o meu marido sueco e os nossos dois gatos, Lestat e Willow. Este blog fala sobre a minha vida na Suécia, de comida, mas também de memória, amor e família   

 Podem ler mais sobre mim no meu blog em inglês – Baking Rush. 

27 comments

  1. Oi, me chamo Sylvia sou brasileira.

    Gostei muito da receita do pão sem amassar, fiz seguindo a receita passo a passo ficou gostoso, não sei se ficou tão delicioso qto o q vc faz, mas tudo bem, aqui em ksa todos gostaram.
    Sou apaixonada pela Escandinavia e quero muito conhecer seus paises, por gentileza vc pode me dar algumas dicas ( conselhos ) em como devo proceder para conhecer a Suécia quem sabe até me mudar. meu e-mail : sylviarsouza@uol.com.br.

    Abraços, obrigada por compartilhar suas experiencias e receitas.

  2. olá! Estava na NET a fazer uma busca sobre lanches e encontrei o seu blog… Fiquei fascinada :)

    Eu gosto de cozinhar e faço muitos jantares para amigos, mas desta vez coincide um almoço mensal de amigos, com o aniversário do meu filhote mais velho que faz 13 anos. Entre adultos e crianças devemos ser cerca de 50 pessoas.

    Será que tem alguma ideia para eu fugir um bocadinho ao convencinal (sandes…)?

    Já perguntei ao meu filho, uma vez que faz anos, sobre as preferências. E temos já: bolinhas de carne (croquetes mas sob a forma de bolinhas), folhadinhos de queijo com mel, pão recheado, bolo de noz e mousse de manga, mas gostava de apresentar uma mesa diversificada e, de preferência, com coisas que não deêm muito trabalho :)

    Agradeço, desde já o tempo que me dispensa e, peço desculpa pela invasão!

    M.

    1. Margarida, obrigada pela visita e pelas suas palavras!
      Não se assuste com as 50 pessoas, eu servi o meu almoço de casamento!
      Vou enviar-lhe um e mail com sugestões.

  3. Estou, pois, entusiasmado, com as receitas, visto que, amo a Suécia e seu povo, e adoro essas receitas maravilhosas, e ainda mais , lhe felicito, pois sou descendente de portugueses de Coimbra, vivo hoje no Brasil,mas com o coração voltado para Portugal, parabéns pelo seu blog, é fantástico. Se me permite deixo abraços para Astrid, e o inesquecível Henri, para Ulla, Hanela, Boris, Jan, e toda gente da Scania, e da Sverige.

    1. Olá!
      Muito obrigada pela visita e pela sua mensagem, vivo em Malmö na Scania, com o coração entre a minha vida aqui e a família em Portugal. Até breve!
      um abraço.

  4. Olá,

    descobri recentemente este blog e gostei imenso. Andava à procura do segredo de fazer um bom pão caseiro, sem recear que ele ao cair no chão da cozinha me partisse uma tijoleira ahahahhaha e lembrei-me de aqui colocar a questão:

    – como faço para que o pão não tique tão pesado tipo cimento? Terei que o amassar mais tempo? Colocar mais água?

    Eunice

    1. Eunice,
      Obrigada pelas suas palavras tão simpáticas!
      Quanto aos problemas com o päo? Deixa a massa levedar bem? Está a usar uma boa receita? Quando dissolve o fermento, n estará a usar água muito quente?
      Se gostar de partilhar a sua receita de pão tv seja mas fácil vermos em conjunto o que poderá estar a correr mal.

      Até breve e boa sorte!

      Ana

  5. Segui apenas a receita que vinha no pacote heheh

    È daquelas farinhas Branca de Neve de 5oo gramas em que só se tem de adicionar água. Já reparei que consoante o tipo de pacote que se compra, varia a quantiadade de água tépida a adicionar. Já experimentar pão branco, de sementes e integral, e os valores de água vão desde 250ml até 300.

    Boa dica acerca da temperatura dela. Se calhar estou a aquecê-la demais. Mais para o morno quente do que para tépida.

    Quanto à fermentação, comecei a fazer duas:

    – a primeira com apenas um pouco da farinha ( que já contem fermento) e a água e um pouco de acúcar (pois disseram-me que ajuda a fermentar) e mexo com um garfo.

    – e passados uns 15m, acrescento o resto da farinha e amasso tudo manualmente durante 10minutos e deixo descansar cerca de uma hora / 45 minutos, e depois volto á carga e amasso durante mais uns minutos. Pelos menos é o que diz no pacote para se fazer hehe.

    Quando tiver o dobro do tamanho teria que colocar o pão numa forma (no meu caso uso uma de silicone) e ir ao forno durante 35minutos. A questão é que a massa nunca cresce muito….

    Mas o pão fica bastante saboroso.

    Aceito dicas para o melhorar e ficar mais fofinho :)

    Eunice

  6. Olá Ana, Gostei imenso do seu blog. Sou Portuguesa e vivo na Madeira.

    A minha mãe é Sueca e vive aqui na Madeira à 40 anos.

    Conheço as suas receitas em especial as de Natal, com as tenho passado todos os meus Natais.

    Vou certamente seguir o seu blog.

    Bjs Catarina

    1. Catarina,
      Fico imensamente feliz com a sua visita e comentário. Espero que a Catarina e a sua mãe gostem das notícias e receitas que vou trazendo da Suécia. Se encontrarem posts que queiram comentar, ou tradições diferentes das que refiro, tenho gosto em acrescentá-las aos meus textos.

      bjs e até breve.

  7. Venho aqui dizer-te que o Lestat telefonou-me muito triste…não entendia porque é que era apenas Willow que tinha direito a foto aqui! :(

  8. Olá Ana,

    Estou deliciada com as suas receitas! O que me trouxe aqui foi o Red Velvet cake. Pesquisei várias receitas na net, mas a sua é a que mais me seduz, pelo que vou experimentá-la!
    Entretanto li que tratou do “catering” do seu próprio casamento. Vou organizar o baptizado do meu filho, que terá entre 30 a 40 pessoas…vou certamente seguir aqui algumas sugestões ;)

  9. Ola Ana,

    Gosto do seu blog e das suas receitas e comentarios, embora ainda nao tenha explorado o blog todo. Em relacao ao comentario “Que saudade da outra Pascoa”, sei dar-lhe o valor relativamente as saudades pois sou portuguesa, mas vivi 8 anos em londres e e como diz as saudades dos bolos quando estamos longe e muita. Isso fez com que eu tambem tivesse tido as minhas experiencias culinarias, tais como pasteis de nata, guardanapos, broa de milho, etc. Agora que me encontro em Portugal, dou comigo a ter saudades da comida inglesa que aprendi a gostar, como por exemplo de scones, cinnamon swirls, etc.

    Um beijo

  10. Ola Ana

    Iniciei-me nestas andanças a relativamente pouco tempo, tenho um blog, http://www.explosionsofflavors.blogspot.com, ainda muito pequenino e é obvio necessita ainda de amadurecer bastante, no entanto necessito de alguns concelhos para que tal possa acontecer, portanto qualquer sugestão, critica seja ela positiva ou negativa será sempre bem vinda.
    Em relação ao seu blog não querendo de todo parecer bajuladora, simplesmente adorei a ideia do ” convidei para jantar ”
    a troca de conhecimentos e experiencias integrado com os sabores a mesa é sem duvida uma excelente ideia, parabéns!
    Espero sinceramente que voltemo-nos a falar, tudo de bom.

    Um abraço

    Ângela Matos

  11. Boa tarde Ana,

    descobri hoje o seu blog e adoro a maneira como escreve. Hoje estou em casa sózinha, o marido está a trabalhar fora do País, e vou ficar por aqui a “lê-la”.
    Obrigada por partilhar os seus conhecimentos e as suas experiências.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s