cremes, dips, snacks e molhos salgados

Também vou ao piquenique

E se a mais simples das entradas  se transformasse numa irresistível mistura de aromas, sabores e texturas?

Queijo creme e bolachas de água e sal, tudo feito em casa, ao nosso gosto, em pouco tempo  e com o mínimo de trabalho. Tenho a certeza de que nunca mais vão comprar um caixa de queijo philadelphia.

Com estas simples receitas, participo no piquenique que a Manuela está a organizar para celebrar o primeiro ano do seu blogue. Até ao fim do mês podem também  trazer um prato ou bebida e sentar-se connosco ao Sol. Não deixem de participar.

Fazer queijo creme em casa  é  fácil e  a combinação de sabores que podem usar depende apenas das vossa imaginação. Alho e ervas aromáticas, chili, um pouco de caril….

Eu usei um filtro para a máquina de café  feito de pano e que é reutilizável, mas imagino que um filtro de papel, ou um pedacinho de tecido próprio para fazer queijo sobre um passador fino também resulte bem.

Queijo com menta e limão

Ingredientes: (1,5 dl de queijo)

  • 2,5 dl de iogurte grego ou turco com 8 a 10% de gordura
  • Folhas frescas de menta
  • Raspa e sumo de meio limão
  • Sal e pimenta.

Preparação:

Misturem o iogurte com sal e pimenta. Coloquem-no no filtro de café e suspendam-no sobre um recipiente de modo a que o líquido que vai escorrendo não esteja  em contacto com o fundo do filtro. Guardem no frigorífico durante 12 horas. Misturem o creme que está no filtro com a raspa e o sumo de limão e umas folhinhas de menta picadas, rectifiquem os temperos. Sirvam com bolachas ou legumes em crus em tirinhas. Desde que o  mantenham no frigorífico, o queijo permanece fresco e delicioso durante vários dias.

Bolachas estaladiças:

Ingredientes:

  • 100 gramas de farinha de trigo
  • 75 gramas de farinha de trigo integral
  • 1 colher de café de sal (mais ou menos de acordo com o vosso gosto)
  • 1 colher de chá de canela
  • 1 colher de sopa (rasa) de mel
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • Água.

Preparação:

Aqueçam o forno a 200 C

No processador de alimentos misturem todos os ingredientes. Aos poucos vão acrescentando a água até obterem uma massa bem  ligada.

Estendam a massa numa superfície levemente enfarinhada, cortem as  bolachinhas usando cortadores de bolachas, uma faca ou uma roda para fatiar pizzas. (Quanto mais finas, mas estaladiças e saborosas ficam as bolachas.) Piquem as bolachas com um garfo e cozam-nas durante aproximadamente 10 minutos.

Podem  facilmente duplicar a receita e guardar as bolachas durante pelo menos uma semana, numa lata bem fechada, continuam estaladiças e muito aromáticas.

Ajvar e legumes grelhados


Um pequeno percalço com a saúde obriga-me, como sabem alguns dos clientes aqui da Padaria, a estar  um pouco mais ausente da minha casa e das vossas. Obrigada pelos vossos e-mails e mensagens, estou a colocar a escrita em dia o mais rapidamente que possa.

A sugestão de hoje é perfeita para uma refeição leve, pode comer-se fria ou quente e faz uma excelente marmita. Para a marmita do viking, e não gosto de congelar legumes grelhados, preparo-os na véspera e guardo-os no frigorífico.

O ajvar é um molho de origem sérvia  absolutamente delicioso, muito saudável e mil vezes melhor do que os molhos que possamos comprar feitos. O viking gosta de usá-lo a acompanhar carnes grelhadas ou salsichas, mas adaptou-se bem à sua substituição por legumes.

Eu preparo o ajvar em quantidades maiores, e guardo-o no frigorífico em frasquinhos, desde que tenham o cuidado de manter a superfície do molho coberta com um pouco de azeite para evitar que  oxide, dura várias semanas. Um frasquinho deste molho tão diferente e colorido é também um bom presente caseiro para quando vamos a um churrasco ou jantar de amigos.

Senão acompanharem a refeição com queijo feta, este é um prato 100%vegan e muito completo. Sirvo-o com pitas integrais cuja receita partilharei convosco brevemente.

Penso que todos sabemos grelhar vegetais. Eu faço-o num grelhador destes, mas podem optar também por assarem os legumes no forno o que é ainda mais fácil.

Para evitar usar demasiado gordura, as courgettes e as beringelas adoram azeite, grelho os legumes só salpicados de sal. Desde que a grelha esteja bastante quente, os legumes não se pegam e a casa não fica a cheirar a azeite. Depois de grelhados tempero os legumes com azeite, limão e um pouco de orégãos.

A receita do Ajvar:

Ingredientes:

  • 1beringela grande
  • 3pimentos vermelhos
  • 1dente de alho
  • 1chili fresco
  •  azeite
  • Sumo de limão
  • Sal e pimenta
  • Salsa picada

Preparação:

Aqueçam o forno a 225ºC.

Forrem o tabuleiro do forno com papel de alumínio.

Cortem a beringela e os pimentos em quartos. Coloquem-nos juntamente com o dente de alho com casca, no tabuleiro e levem ao forno até que estejam macios. (O dente de alho assa mais depressa, por isso e para evitar que se queime, eu escondo-o debaixo de um pedaço de pimento.)

Pelem a beringela, o alho e os pimentos. No processador de alimentos misturem os legumes com o chili, e parte da salsa picada. Aos poucos vão acrescentando sal, pimenta, azeite e sumo de limão. Quando o creme tiver a consistência e sabor que desejam, deitem-no em frascos, cubram a superfície com azeite e guardem no frigorífico.

Sem rodelinhas de chouriço nem azeitonas

Não sei  bem por que motivo, mas na minha família sueca, o hábito dos aperitivos e entradas não existe. Muito de vez em quando a minha sogra serve umas tostinhas com salmão e uma bebida antes de jantar, o que comparado com a forma como as reuniões familiares começam em casa dos meus pais, me parece uma tristeza.

Na família portuguesa, nunca há uma hora certa para se iniciar a refeição, chegamos quando queremos,  enquanto se acaba de preparar a comida, vamos atacando o bar e as entradas que imagino serão as mesmas que nas vossas casas, pão e tostas, azeitonas, queijos, presunto, o creme de atum de que já vos falei.

As primeiras vezes que tentei implementar os meus hábitos portugueses entre amigos e familiares por aqui, a coisa correu bastante mal. A verdade é que os convidados se atiravam com tal entusiamo aos queijos portugueses, ao chouriço assado e ao pãozinho acabado de sair do forno, que quando eu os chamava para a mesa respondiam espantados “Mas isto não era o jantar?”

Das várias entradas mais leves que tive aprender a servir, esta mousse de salmão é talvez a minha favorita. As bolachas podem ser preparadas com vários dias de antecedência e acompanham também na perfeição um pedacinho de queijo e compota. A mousse é ultra leve, fresca, e prepara-se literalmente em segundos.

Ingredientes:

Mousse:

  • 200 gramas de salmão fumado
  • 1,5 dl de natas
  • 2 colheres de sopa de queijo fresco (usei queijo com 9% de gordura)
  • 2 colheres de sumo de laranja
  • Endro ou folhinhas de funcho e raspa de casca de laranja para decorar

Preparação:

Batam as natas com o sumo de laranja até obterem a consistência de creme Chantilly. No processador de alimentos piquem o salmão com o queijo creme. Misturem as natas com o salmão envolvendo tudo cuidadosamente. Decorem com raspa de casca de laranja e endro picadinho e guardem no frigorífico até servir.

Para as bolachinhas:

  • 100 gramas de farinha de trigo
  • 75 gramas de farinha de centeio integral
  • 1 colher de café de sal (mais ou menos de acordo com o vosso gosto)
  • 1 colher de café de cominhos em pó
  • 4 colheres de sopa de azeite
  • Água.

Preparação:

Aqueçam o forno a 200 C

No processador de alimentos misturem todos os ingredientes. Aos poucos vão acrescentando a água até obterem uma massa bem  ligada.

Estendam a massa numa superfície levemente enfarinhada, cortem as  bolachinhas usando cortadores de bolachas ou copos. (Quanto mais finas, mas estaladiças e saborosas ficam as bolachas.) Piquem as bolachas com um garfo e cozam-nas durante aproximadamente 10 minutos.

Salmão no forno em tons da época

 O salmão com endro, uma das combinações clássicas da cozinha sueca, vestiu hoje  roupas de Outono. Uma receita tão deliciosa quanto bonita e que decerto vai agradar a todos.

Usei lombos de salmão, lembro-me que em Portugal este peixe se vendia à posta,  o importante é lembrarem-se que o tempo de preparação no forno depende do tamanho das postas/lombos de peixe. Em média contam-se 10 minutos, num forno aquecido a 180ºC, por cada 2,5 cm de altura de salmão.

Se não encontrarem endro, podem usar as folhinhas do funcho para o molho. Eu faço o meu puré de batata e molho Béchamel, mas claro os podem comprar já preparados.

Ingredientes: (4 pessoas)

  • 4 lombos de salmão
  • 1 bolbo de funcho
  • 1 cebola média
  • Azeite
  • Sal
  • puré de Outono
  • Molho Béchamel com endro
  • amêndoas para decorar
  • espargos almondine ou brócolos para acompanhar

Puré de Outono

  • Batatas e cenouras (na quantidade que desejarem)
  • Leite
  • Manteiga
  • Raspa da casca de meio limão
  • Sal, pimenta e noz-moscada

 Molho Béchamel com endro

  • 3 dl de leite morno
  • 1 colher  de sopa cheia de farinha de trigo
  • 1 colher de sopa cheia de manteiga
  • 0,3 dl de vermute branco seco
  • Sal, pimenta e noz-moscada
  • 1 raminho de endro

Preparação:

Puré de Outono

Cozam as batatas e as cenouras cortadas em pedacinhos pequenos em pouca água temperada com sal. Quando estiverem quase cozidos, escorram a água e cubram os legumes com leite. Temperem com sal, pimenta e noz-moscada.

Desfaçam as cenouras e as batatas bem cozidas, adicionem manteiga e raspa da casca de limão, e vão acrescentando o leite da cozedura até obterem a consistência que desejam.

Se vos sobrar um pouco de leite, usem-no para o molho Béchamel.

Molho:

Se nunca fizeram este molho e têm receio que acabe por ficar cheio de grumos, usem em vez de uma colher de pau, um batedor de varas, não falha.

Derretam a manteiga num tachinho, juntem a farinha e deixem que esta cozinhe  um pouco antes de,  aos poucos e sem parar de mexer, misturarem o leite morno. Deixem que o creme engrosse antes de adicionarem mais leite.

Acrescentem o vermute  e o endro picado,  temperem, deixem apurar e reservem.

Salmão:

Numa travessa que possa ir ao forno e à mesa, coloquem o funcho e a cebola em meias luas, reguem com um pouco de azeite, temperem com sal e levem ao forno até estarem cozinhados.

Retirem  do forno, no centro da travessa coloquem os lombos de salmão temperados com sal e pimenta. Decorem com o puré e cubram com o molho Béchamel. Levem ao forno, a uma temperatura de 180ºC até o salmão estar cozinhado. (20 minutos, dependendo do tamanho do peixe)

Sirvam decorado com amêndoas e espargos almondine ou brócolos.