bolos e sobremesas

Bolo de Laranja e Limão

Bolo de laranja e limão

Vi há um tempo a Nigella fazer um bolo de clementinas no processador de alimentos. A ideia agradou-me tanto que decidi tentar. A receita da Nigella é feita sem farinha, apenas com amêndoas e clementinas. Eu usei limões e uma laranja. Podem misturar laranjas, limões, limas, nectarinas ou clementinas.  Este bolo é um excelente aproveitamento de fruta!  O resultado é um bolo  húmido onde realmente se sente o sabor e a textura dos frutos, sem ser demasiado doce. A parte mais aborrecida da receita é cozer a fruta durante duas horas, mas a casa fica a cheirar tão bem, que vale a pena.

Ingredientes:

  • 375 gramas (aproximadamente) de citrinos ao vosso gosto
  • 250 gramas de açúcar (menos  se a fruta que estão a usar for bastante doce)
  • 225 gramas de amêndoas picadas
  • 6 ovos
  • 1 colher de chá de fermento em pó
  • 

Preparação:

Cozam  as peças de fruta, inteiras e com casca, durante duas horas. Escorram e deixem arrefecer um pouco. Triturem a fruta inteira no processador de alimentos, ou com a varinha mágica, e misturem todos os restantes ingredientes. Deitem o preparado numa forma muito bem barrada com manteiga e enfarinhada e cozam em forno  quente (190º) durante aproximadamente 40 minutos.

livros

Mais livros para Janeiro – The Pillars of the Earth

Mais livros para Janeiro – The Pillars of the Earth

Acho que tenho de encontrar uma mesa de cabeceira um pouco maior, porque parece que neste início de ano, a pilha de livros que estou a ler aumenta de dia para dia. Ainda antes de voltar a casa de férias, e a prever mais dias e dias em aeroportos, neve e hotéis, comprei a última aventura do Agente Especial Pendergast.  – Fever Dream de Douglas Preston e Lincoln Child. Durou três dias.

Continuo a ler Otherland e Låt den rätte komma in, mas ontem o viking chegou a casa com uma surpresa…. The Pillars of the Earth de Ken Follett.

Tinha ouvido falar sobre este livro e visto algumas imagens da série de televisão, e a ideia de uma historia de amor e catedrais passada na Idade Media agradou-me imediatamente.

The Pillars of the Earth é um romance histórico que tem lugar em Inglaterra no século XXII, em pleno período de guerra civil. Estilisticamente, e talvez devido ao tipo de livros que este autor costuma escrever, tem-me parecido um pouco pobre, algumas passagens são honestamente fracas. No entanto, e em termos de enredo, é absolutamente   “unputdownable”.  Um livro que se lê como quem vê um filme de aventuras num domingo à tarde.