A minha vida na Suécia · bolos e sobremesas · Mark Bittman

Marido de blogger sofre…. Bolo de maçã e whisky

Não há marido como o meu viking, não há.
Sem o meu viking nunca teria tido a coragem de, quase aos quarenta anos, decidir mudar de carreira e inscrever-me num curso de culinária. Não há plano, ideia ou proposta que o meu viking não apoie, não há ingrediente ou receita, por mais estranha que pareça, que a minha cobaia mor não prove de bom grado.
 Desde que comecei a viver na minha cozinha, apenas por duas vezes o vi a traçar a linha entre a minha vontade e o bom senso. A primeira foi quando eu andava a pesquisar como poderia comprar um depósito de Nitrogénio líquido, adivinhem porquê. A segunda quando lhe ataquei o armário das garrafas de whisky.
Resolvi a primeira questão continuando a usar o congelador e a sorveteira para fazer gelados, e para cozinhar o meu viking, que tão apaixonado por whisky até comprou um com o nome dele, trouxe-me uma garrafinha desta bebida com a indicação “olha bem para ela, é esta a que tem o Grouse que vais usar, só esta!”
 
 

E foi graças ao meu Famous Grouse, que pude revisitar, com algumas alterações, um bolo do qual há uns meses fiz uma versão com peras e que adorámos cá em casa. A receita original é de Mark Bittman, um bolo rico, ensopadinho em whisky, quase com a textura do savarin, que se faz no processador de alimentos em minutos.

Ingredientes:

  • 350 gramas de maçãs  limpas e descascadas partidas em cubinhos
  •  300 gramas de farinha
  • 3 ovos
  •  100 gramas de manteiga
  • 120 gramas de açúcar
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1 pitada de pimenta preta moida
  • 1 pitada de noz-moscada
  • 1 pitada de sal

Para a calda

  • 1 dl de whisky ( um pouco mais se gostarem do sabor)
  • 25 gramas de manteiga
  • 100 gramas de açúcar

Preparação:

Coloquem as maçãs  e o açúcar no processador de alimentos e batam bem. Juntem os ovos um a um e a manteiga fria cortada em cubos. A massa vai parecer talhada, não se preocupem.

Misturem a farinha o sal, as especiarias e o fermento em pó sem bater. (Eu desligo o processador, retiro a lâmina e misturo a farinha na tigela do processador, mas usando uma colher de pau.)

Se não têm processador de alimentos, usem a varinha mágica para desfazer as maçãs e podem bater o resto do bolo à mão.

Deitem o preparado numa tigela de ir ao forno, e cozam a 175ºC por aproximadamente 40 minutos. (Alternativamente podem usar ramekins)

Retirem o bolo do forno. Num tacho derretam a manteiga juntamente com o whisky e o açúcar. Deitem a mistura sobre o bolo e deixem ensopar bem antes de servir.