Cremes, molhos, gelados e mousses

Semifreddo de chocolate e ginjinha – a história de uma segunda oportunidade

Até há pouco tempo nunca tinha feito semifreddo. De alguma forma lembrava-me a minha ex-sogra, rainha das sobremesas pré-fabricadas que, com tortas de chocolate Dancake, caramelo líquido de frasco e uma mistura de pudins em pó e outros produtos de proveniência duvidosa, costumava fazer um semifreddo duro como um bloco de gelo, e a saber a plástico. Depois de ter visto a chef Leila Lindholm preparar um maravilhoso semiffredo mármore, decidi que era altura de dar a esta mousse gelada uma segunda oportunidade.

Encontrei uma receita base para semiffredo no livro Desserter e desde a primeira tentativa que não posso estar mais contente com os resultados. Há semanas que ando a experimentar várias combinações de sabores e até agora esta é uma das nossas favoritas. A receita que vos indico faz dois litros de semifreddo. Esta sobremesa faz-se muito facilmente e não falha,  é ideal para quando temos visitas e precisamos de preparar a sobremesa de véspera. Pode ser servida em taças ou fatias.

Ingredientes:

  • 5 ovos separados
  • 5 dl de natas (35% de gordura, não garanto um semifreddo cremoso se usarem natas magras)
  • 150 gramas de açúcar
  • 0,5 dl de ginjinha
  • 1 dl de geleia de cerejas
  • 3 colheres de sopa de cacau em pó
  • 1 pitada de sal

Preparação:

Se querem servir o semifreddo em fatias, passem uma forma de bolo inglês  por água e forrem-na com película aderente.

A forma mais simples e rápida de preparar esta receita é usando 3 tigelas e começando por bater as claras, o que evita que tenhamos de lavar as pás da batedeira. 🙂

Batam as claras até estarem quase em castelo, aos poucos e sem parar de bater, até conseguirem a consistência de um merengue, juntem metade do açúcar.

Na segunda tigela batam as natas em chantilly, eu não acrescento icing sugar, mas fica ao vosso critério.

Na terceira tigela batam as gemas com o restante açúcar, o sal e o cacau em pó, até o preparado duplicar de volume, acrescentem a ginjinha.

Com cuidado envolvam os três preparados, primeiro as gemas com as natas, e finalmente as claras. Quando o preparado estiver homogéneo, mas ainda leve e cheio de ar, envolvam, mexendo o menos possível, a geleia de cerejas. (Eu uso geleia de cerejas com os frutos inteiros que fiz usando açúcar com pectina.)

Deitem o preparado na forma e levem ao congelador durante pelo menos 4 horas.