A marmita do viking · livros · Peixe · Refeições light

Salmão com queijo creme e amêndoas, puré de legumes, e um livro cheio de sabores

 Não fosse o medo que me começassem a crescer guelras e barbatanas, era menina para comer salmão a todas as refeições. Nenhum outro peixe deve ser mais versátil, saudável e saboroso preparado de tantas formas diferentes e com tantas combinações de sabores possíveis. Esta receita, linda, deliciosa e low-carb prepara-se em menos de meia hora, podemos pedir mais?

Se ninguém nos vir, é falta de educação lermos durante as refeições?

 A propósito de combinações de sabores, um tema que me interessa bastante, estou a ler The Flavour Thesaurus de Niki Sargent, um guia  cheio de ideias e receitas    tanto  com tradicionais como inesperadas, e  usando diferentes  combinações de sabores. Está organizado em capítulos, agrupando sabores como: Earthy, Marine,Woodland, Brine &Salt, entre muitos outros. As receitas são muito simples e deixam espaço para que possamos dar-lhes também o nosso próprio cunho. Embora não seja um livro que apresente uma abordagem cientifica  sobre o tema,  como o Flavor Perception de  Andrew  Taylor e Deborah  Roberts, parece-me um guia muito útil, simples e original. (E ainda sobre este tema uma questão que vos deixo, será a melhor tradução para “flavour & taste” “gosto & sabor?”)

Ingredientes: (4 pessoas, eu congelo parte da receita em caixas de refeição)

  • 50 gramas de amêndoas grosseiramente picadas
  • Raspa da casca de 1 limão
  • 4 filetes de salmão
  • 100 gramas de queijo creme com ervas 
  • Sal e pimenta

Para o puré

  • 1 couve-flor
  • 150 gramas de espinafres (podem usar congelados, claro)
  • Sal e pimenta
  • Noz-moscada
  • Manteiga

Preparação:

Coloquem a couve-flor a cozer em água com sal.

Aqueçam o forno a 170ºC.

Temperem o peixe com sal e pimenta e coloquem-no num tabuleiro, cubram-no com o queijo creme misturado com as amêndoas e a raspa de limão e levem ao forno. (O tempo de preparação depende da altura dos lombos, o meu esteve no forno 20 minutos e ficou um pouco seco para o meu gosto.)

Entretanto escorram a couve-flor e coloquem-na num processador de alimentos, aproveitem o tacho para cozinhar rapidamente os espinafres.

Temperem a couve-flor com pimenta e noz-moscada, acrescentem sal e manteiga a gosto. Assim que os espinafres estiverem prontos, deitem-nos por cima da couve-flor e processem até que se forme um puré, não precisam de usar leite. (Se não tiverem processador de alimentos podem usar a varinha mágica. Ao contrário do puré de batata, podemos fazer puré de couve-flor desta forma sem que fiquem elástico e horroroso, não se preocupem.)