A marmita do viking · A minha vida na Suécia · comida sueca · Peixe · Refeições light · refeições rápidas

Salmão perfeito e um mês repleto de celebrações

Dezembro é para nós um mês muitas celebrações. Para além do Natal e do dia de Sankta Lucia, este mês marca também a data em que  o viking e eu nos encontrámos pela primeira vez frente a frente, o dia em  que ficámos noivos, e o do nosso casamento.Festejar o nosso aniversário de casamento na data exacta foi uma coisa que desistimos de fazer. Já passámos o dia a fazer malas ou a viajar, e pior ainda presos em aeroportos e hotéis por causa do mau tempo com as malas e a roupinha sexy, comprada especialmente para a ocasião, perdidas algures en route.

É portanto pelo menos um mês mais tarde que nos sentamos à mesa, abrimos uma garrafa de vinho especial, e partilhamos a refeição que servimos no dia em que eu passei a ser Mrs Dahlberg.

Num acto de loucura eu decidi fazer as vezes de empresa de catering, pasteleira e noiva, o que não aconselho a ninguém, mas para alturas em que tenham muitos convidados esta receita de salmão é uma excelente opção.

Um prato que se prepara e cozinha facilmente, não necessita de ser servido com faca, e por isso é óptimo para refeições volantes, é relativamente económico e ao mesmo tempo diferente e requintado.

A cobertura estaladiça do salmão é semelhante à que usamos para o Fiambre de Natal na Suécia, e acrescenta ao peixe uma deliciosa textura rica e crocante.

Algumas sugestões para o sucesso desta receita:

  • Com muitos convidados, recomendo que façam como eu,  comprem metades de salmão sem pele nem espinhas, em vez de pequenos lombos ou postas. Calculem entre 100 e 200 gramas de peixe por pessoa.
  • O modo e temperatura a que cozinhamos o peixe são importantes. É a diferença entre um peixe macio e suculento, e um pedaço de salmão sem cor, seco e fibroso.
  • A melhor forma de controlar a temperatura do salmão é usando um termómetro para comida. Eu tenho este e este. O segundo é mais simples de usar porque nos avisa quando o peixe atingiu a temperatura desejada.  Com o primeiro temos de ir tirando o peixe do forno e medindo a sua temperatura, mas é um termómetro muito mais versátil que pode ser utilizado até para medir pontos de açúcar. (Se não têm termómetro, sigam as indicações da receita que  embora não sendo tão exactas, resultam também bastante bem.)
  • Tradicionalmente, e por motivos de segurança alimentar, diz-se que o peixe está cozinhado quando atinge a temperatura de 63ºC. No entanto a esta temperatura o salmão perdeu já o seu aspecto rosadinho e todo o sabor.
  • Heston Blumenthal recomenda que cozinhemos o peixe até atingir uma temperatura de 45ºC a 50ºC.É o que faço, as fotografias mostram salmão cozinhado a 47ºC, e como podem ver está lindo!
  • Como sempre quando servimos peixe cru como em crudo, ceviche ou sashimi, ou peixe que não está cozinhado até aos 63ºC, é essencial que por motivos de segurança alimentar, congelem o peixe durante três dias antes de o preparar. (Mais informação aqui.)

Indico ingredientes para 1 metade de salmão, se usarem uma porção mais pequena como o lombo das fotografias que preparei apenas para nós os dois, ¼ dos ingredientes é o suficiente.

Na nossa opinião o peixe é delicioso e não precisa de qualquer molho, mas podem acompanhar também com umas colheres de sourcream batido com limão. Maionese ou outros molhos demasiado gordos não aconselho porque a textura e sabor do salmão são suficientemente ricas.

Ingredientes:

  • 1 metade de salmão, limpa de pele e espinhas e bem seca com papel absorvente.
  • Sal e pimenta
  • 2 dl de mostarda sueca Grov Senap ou mostarda à antiga
  • 2 ovos
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 2 dl de pão ralado
  • Azeite
  • Salsa, limão e chili fresco para decorar
  • Batatas cozidas salteadas em manteiga e limão para acompanhar

Preparação:

Aqueçam o forno a 250ºC.

Coloquem o salmão numa travessa que possa ir ao forno e à mesa, levemente untada com um fio de azeite.

Temperem o salmão com sal e pimenta.

Misturem todos os ingredientes para a cobertura crocante e barrem com ela o salmão.

Assem o salmão até que este atinja a temperatura ideal, ou durante 10 a 15 minutos, dependendo da altura do lombo. Podem verificar se o salmão está pronto, inserindo uma faca na parte mais alta do peixe durante 5 segundos. Ao tocarem os lábios com a faca, devem-na sentir quente.

Decorem o salmão com salsa e chili fresco. Sirvam quente, morno, ou até frio, acompanhado de batatas e salada.