A minha vida na Suécia · Por aí

As nossas férias – De casa a Gruyères e Giger

A primeira parte do relato das nossas pequenas férias. Ainda sem fotografias bonitas, esperem pelo próximo episódio!

O Viking e eu adoramos viajar de carro, estamos sozinhos, sem computadores ou trabalho, sem atrasos nas partidas e chegadas. Paramos onde queremos, ouvimos as estacões de radio dos países que atravessamos, chegamos aos hotéis sempre tarde, e não há dia que não rebente uma discussão no carro entre o Viking e a senhora do gps, mas divertimo-nos imenso um com um outro, e estamos sempre prontos para uma road trip.

Com o objectivo de fazer a assistência ao meu mano durante o TDS, lá nos metemos à Estrada rumo a Chamonix.Partimos sábado de manhã, eu sem dormir porque tinha trabalhado sexta-feira à noite, o Viking a saltar de excitação. Eu admito que estava tão  cansada que adormeci imediatamente agarrada à minha almofadinha que me acompanha sempre que tenho de dormir fora de casa.

Screen Shot 2015-09-27 at 20.49.09

Acordei ainda na Dinamarca e como é meu costume perguntei logo ao Viking se já tínhamos chegado ou se faltava muito.Atravessámos a Dinamarca e passámos de ferry para a Alemanha. Dormimos a primeira noite em Heidelberg no Holiday Inn Express Heidelberg – City Centre.

Confortável, moderno e central.
Confortável, moderno e central.

IMG_2610

Domingo fui a primeira a acordar, para esse dia tínhamos planeado a visita ao museu e ao bar Giger e eu mal podia esperar por iniciar mais um dia de viagem.

Screen Shot 2015-09-27 at 20.48.33

À medida que nos fomos aproximando da Suíça a paisagem foi-se mostrando cada vez menos industrial e cinzentona e dando lugar a montanhas, prados e vaquinhas. A chuva tornara tudo ainda mais verdinho, e embora não estivéssemos na Áustria eu só tinha vontade de sair do carro e cantar montanha abaixo “ the hills are alive! With the sound of music!”

Chegámos a Gruyères domingo à tarde, mesmo a tempo de acompanhar a romaria de turistas que também estavam a visitar esta pequena cidade medieval.

Cenas do próximo capítulo:

Giger, Giger, Giger, Giger e 5000 calorias por garfada, já bem podemos rebolar montanha abaixo.

A minha vida na Suécia · Ana - cozinheira

Quase em Outubro….

Queridos leitores, obrigada a todos por me continuarem a seguir, obrigada aos novos clientes da Padaria aqui, no FB e no instagram.  Aqui vai um pequeno update para vos contar o que tenho feito nestes últimos meses. Ah! E um agradecimento especial  pelas vossas palavras e apoio constantes, obrigada por se alegrarem com as minhas vitórias, e por estarem aí quando as coisas correm menos bem.

 

Por aqui os dias tornam-se já cada vez mais curtos e escuros. A natureza prepara-se para adormecer, e nós preparamo-nos para a maratona nos restaurantes que só vai terminar na passagem de ano. Daqui a Dezembro nao  haverá tréguas: banquetes, festas, jantares, buffets de Natal, conferências sem fim e os nossos maçons.

Como se lembram se me seguem no FB ou instagram em Julho tive uma semana de férias obrigatórias, e no fim de Agosto viajamos até aos Alpes para acompanhar o meu mano mais novo que correu o TDS. Foi uma semana cheia de aventuras sobre as quais já comecei a escrever um relato em vários capítulos.

photo-8
A cortar a meta
photo-11
Em Chamonix

 

 

Nos restaurantes…..

 

O nosso novo headchef chama-se Michael, é uma pessoa dura e firme mas confia na sua brigada e todas as decisões sao tomadas em conjunto comigo e com o Nicklas.

Toda a organização da cozinha do ST continua nas minhas mãos. Tenho muito trabalho mas nao posso reclamar, quem nao sonha poder desenhar menus e criar pratos e sobremesas?

Chocolate

 

Gostava de ter o HC mais vezes comigo na cozinha, sinto na verdade que desde que comecei a ter tantas responsabilidades, deixei de aprender coisas novas. Mas compreendo que foi um período em que ele se teve de adaptar às nossas cozinhas e como passou metade do tempo de férias, tomar conta de dois restaurantes que foram deixado em perfeito caos pelo anterior HC, nao tem sido fácil.

vegan

 

Esta quarta feira estava eu a preparar um jantar para setenta  maçons quando senti uma dor terrível no fim das costas. Já nao me consegui mexer mais. Telefonei à gerente do hotel e pedi ajuda, foi enviado um chef extra, mas eu aguentei-me mais três horas na cozinha.

O viking foi buscar-me eu arrastei-me escada acima ainda de uniforme, tomar duche e deitar-me foi uma aventura de horas.

Amanhá  volto à cozinha. Nao posso pegar em nada, nao me posso baixar, mas é segunda feira e a semana tem de ser organizada. Desisti de ser obstinada, de pensar que nada me afecta, vou começar como todos os chefs que trabalham nas nossas cozinhas a fazer massagens e fisioterapia.

 

Terca e quarta feira volto a estar de folga, damos um salto a Estocolmo para um concerto, espero até lá melhorar, o meu viking comprou os bilhetes há meses e anda a sonhar com estas mini mini férias a dois.

Mais sobre o meu mano:

https://www.facebook.com/astrodeckStudio?fref=ts

https://www.youtube.com/user/astrodeckStudio

https://instagram.com/astrodeckstudio/

 

Um abraco a todos e até muito breve! Venham connosco a Estocolmo através do Instagram da Anasbageri.