vegetariano

O meu spiralizer e bolonhesa vegan com pesto de amêndoas

Estou apaixonada pelo meu novo brinquedo-  o spiralizer. “espiralizador?”

Tenho na realidade dois destes gadgets, o viking e eu temos uma wish lista no amazon e ele de vez em quando para me surpreender com um presente, compra às cegas uma das coisas que eu quero, ou duas….iguais. (bem modelos diferentes, ao menos isso!)

DSC_0784

Podem ver as minhas maquinetas na loja da Anasbageri e se estiverem interessados, escrevo um post com a comparação entre os dois modelos.

DSC_0785

A receita de hoje é mais uma das experiências que fiz com a maquineta e é tão fácil e rápida que até parece que estamos num daqueles programas do Jamie Oliver em que ele faz um banquete para um casamento de 200 convidados em 5 minutos.

DSC_0789

Usei uma picadora estilo 1, 2, 3, mas pequenita, o que realmente corta em muito o tempo de preparação da receita, mas podem claro picar os legumes à mão.

DSC_0791

Como sempre neste tipo de receitas, não indico a quantidade em gramas, mas para terem uma ideia, com  os spiralizer  uma courgette alimenta dois adultos.

Esta receita é vegan, sem glúten e sem lactose e não fica em nada atrás da bolonhesa feita com carne e pasta. Acreditem em mim!

DSC_0794

Bolonhesa vegan com pesto de amêndoas – sem glúten ou lactose

Ingredientes: (duas pessoas)

Para o molho:

  • cogumelos (usei portobelo)
  • 1/2 cebola
  • 1 cenoura grande
  • 1 pimento
  • azeite
  • sal e pimenta
  • oregano seco

Para a pasta:

  • 1 courgette
  • fio de azeite

Para o pesto:

  • manjericao  fresco
  • 1 mao cheia de amendoas
  • fio de azeite
  • sementes de abóbora
  • raspa da casca de meio limão
  • (se nao foram vegan  usem também um pouco de queijo parmesão)

 

Preparacao:

Piquem todos os ingredientes para o molho de cogumelos e cozinhem  num tachinho com um fio de azeite. Temperem a gosto.

Enquanto o molho cozinha, usem a picadora, nem precisam de a lavar, para fazer o pesto. Aqui também basta triturar todos os ingredientes. Eu detesto alhos, mas a maioria das pessoas usa um bocadinho de alho no pesto.

“Espiralizem”  a courgette e cozinhe-na com um pouco de azeite, demora segundos! Temperem com sal e pimenta.

Sirvam imediatamente, enquanto a courgette ainda está estaladica.

 

 

 

A minha vida na Suécia · comida sueca · Uncategorized

A nossa Páscoa

Imagino que em vossas casas a Páscoa seja quase um segundo Natal.

Por aqui, com uma família pequena e pouco dada a religião, passam-se estes dias sem folares, ninhos, compasso ou missa de Domingo de páscoa, imperdível pela minha avó em Portugal.

Foi assim que passámos o nosso fim de semana.Se nos seguem através do instagram, viram já algumas destas imagens.

Sábados fomos durante a manhã às compras. Eu detesto compras, não me interessam as modas e roupas, mas metam-me num paradiso de props como As Formigas em Malmö, e mal entro despacho o viking para outro café ou a loja Apple. “telefono-te quando estiver na caixa”.

IMG_3709.JPG“As formigas” é uma loja de produtos em segunda mao que ajuda com os seus lucros pessoas sem casa e em dificuldades. Esta loja é no Emporia, o maior centro comercial da cidade, e tem tudo de roupas a livros, alguns moveis, e claro muitos muitos props, organizados por cor!!

IMG_3708.JPG

Fomos depois ao systembolaget onde encontrei mais bocadinho de Portugal. (Na verdade esta loja da qual vos falarei mais tarde tem uma muito boa seleção de bebidas portuguesas.)

IMG_3714.JPGDepois das compras  fomos já com o nosso carrinho novo para Trelleborg almoçar com a minha sogra. Eu imaginava as igrejas cheias de pessoas pelas pequenas vilas por onde passamos, nada. Eu ainda fui tirar umas fotografias a um cemitério antiga, era a única humana viva nas redondezas!

DSC_0734.jpg

IMG_3710.JPG

(Não há compasso nem folares, mas temos os Heróis do Mar!)

Ao almoço de Páscoa na Suécia serve-se a mesma comida do que na ceia de Natal, mas em menos quantidade e variedade. A família do meu cunhado está de férias e por isso fomos só eu e o meu viking ao almoço que foi até no sábado em vez de hoje. (imaginem nós em Portugal a celebrar a Páscoa ao sábado.)

DSC_0740.jpg
A mesa posta pela minha sogra até tem um galinho de Barcelos que uma amiga lhe trouxe de Portugal.

 

DSC_0739.jpgDSC_0738.jpg

DSC_0749.jpg
O retrato do viking pintado pela minha sogra no seu ovinho. Serve também como marcador de mesa, o que de facto não é necessário, somos 3 eu não como ovos. A Ondina Maria acha que parece o Robert Smith, e tem razão 🙂

DSC_0748.jpg

 

DSC_0747.jpg
Salmao, queijo e arenque, eu nao preciso de mais nada 🙂

 

DSC_0746.jpg

 

DSC_0745.jpg

 

DSC_0744.jpg
Estas flores, as primeiras a aparecer no jardim da sogra, foram a inspiração para um bolo que fiz hoje.
11217959_10209238763986336_1828243935646745851_n.jpg
A Evelyn é a rainha dos Props! (colher para sal)

No regresso a casa o tempo passou de solarengo a isto…Primavera na Suécia…IMG_3715.JPG

Hoje foi também um dia tristonho, sei que em Portugal está a família reunida na casa da minha tia. Nós estivemos sozinhos. Eu como estou habituada a levantar-me tão cedo, acabo por não conseguir estar na cama depois da sete da manhã, Passei o dia a cozinhar. O Magnus ainda foi ao golfe. Vou agora fazer o jantar que vai ser a pedido do viking, o risoto com salmão que comemos no dia dos namorados.

IMG_3727.JPG
Um gelado especial, brevemente na Padaria

 

 

IMG_3728.JPG
Em treinos para o mega bolo dos 80 anos da Evelyn

 

Um bom resto de Domingo para todos. Muito folar e amêndoas para todos.

Ana - cozinheira · bolos e sobremesas · Uncategorized

Frangipane tropical sem glúten ou lactose

Esta foi a semana do frangipane. Segunda-feira fiz mini tartes de frangipane no restaurante, que entretanto cairam todas no chao. Ontem preparei de novo esta tarte mas com morangos, já a pensar no lanche de segunda-feira no Kramer. (Os directores da Suécia,e da região estão de visita ao hotel.)

DSC_0719

Hoje, tentei uma nova versão, tropical e sem glúten ou lactose. Usei farinha de coco na massa e coco ralado em vez de farinha de amendoa no recheio e estou francamente encantada com os resultados. Uma massa muito mais leve mas igualmente saborosa.

DSC_0724

Esta receita nao tem lactose ou glúten mas não é vegan!

DSC_0728

Podem claro substituir o ananás por outros frutos e fazer com esta base um frangipane mais tradicional com frutos vermelhos como podem encontrar aqui.

Frangipane tropical sem glúten ou lactose

Massa:

125 g de farinha de coco

25 g de icing sugar

25 g de farinha maizena ou custard

75 g de gordura de coco

1 gema

1 colher de sopa de água

Recheio:

125 g de icing sugar

125 g de coco ralado

125 g de gordura de coco

2 gemas

1 colher de sopa de rum escuro

raspa de lima

1 ananás

Preparacao:

Massa:

Misturem todos os ingredientes num processador de alimentos até estarem bem ligados, acrescentem um colher de água se acharem a amassa muito seca. Embrulhem em película a gerente e guardem no frigorífico.

Para o recheio:

Misturem também  no processador de alimentos (nem precisam de o lavar depois de prepararem a massa) o coco ralado, e a gordura de coco, juntem as gemas e os restantes ingredientes.

Aqueçam o forno a 175C.

Forrem um forma de tarte pequena com a massa e cubram com o recheio e o ananás às fatias. Levem ao forno durante 35 minutos, ou até a base  estar cozida.

 

A minha vida na Suécia · A Pastelaria · Ana - cozinheira · Restaurantes

Que dia é hoje? Já são 4 a.m.?

Conto-vos meus amigos,  e em duas frases, como vão as coisas pelo reino do hotel onde trabalho.

  • Nicklas de baixa até ao fim do mês.
  • Directores do grupo Scandic alapados no hotel durante a semana.

 

É isto, trabalho dez a doze horas horas, chego a casa, mais trabalho, duche, café, como durmo. Repetir.IMG_3695.JPGIMG_3699.JPG

O Pau está esta semana comigo na cozinha, o HC entra e sai, mal aquece lugar. Tem sido uma alegria voltar a trabalhar com um amigo, quase me tinha esquecido de como divertido é  o meu emprego.

 

Estamos no hotel também a renovar como já vos contei o pequeno-almoço e as pausas das conferências, (como alguém consegue fazer alguma coisa nestas conferências é um mistério para mim, passam o dia a comer).

O tema desta semana é “garden party” e escusado será dizer que a escravinha lá passou o fim de semana às compras para mais loiças e props.

Mais novidades….estamos sem carro….

Como vivemos no centro fazemos tudo de autocarro ou a pé, mas…. ir fazer compras grandes, os pacotes de areia e comida dos meninos….os sacos e mais sacos de props….de autocarro!

Domingo, depois de termos ido também comprar brinquedos para o viking como poderão ter visto no instagram, o rapaz perdeu a cabeça e de tão habituado ao luxo do carro queria chamar um taxi. Eu  neguei-me, se não pudéssemos ter carro fazíamos tudo de camioneta da carreira, ah como nos acostumamos à vida fácil e moderna.

Para a semana começa o tema “urban” como vou alancar com os tijolos e cimento armado nos autocarros?IMG_3698.JPG

Antes de me ir embora, mostro-vos umas fotografias no nosso guarden party,  a pannacotta é feita com earl grey e servida em chaveninhas,  e há as tipicas sandes de pepino, macarons, mini tartes de chocolate…..

Mas os favoritos dos chefes dos nossos chefes, foram os pros, especialmente a erva que comprei numa casa de bricolage,  o HC gostou tanto da ideia que me pediu para comprar mais três pacotes…..de autocarro…..

IMG_3696.JPGPronto, vou tomar banhinho, estou estafada… Tenho saudades vossas, volto com mais novidades brevemente!