A minha vida na Suécia · Por aí

De saída

Obrigada pelas vossas mensagens e comentários relativos ao último post. Obrigada por partilharem as vossas histórias e pela vossa amizade.

O viking e eu saímos para umas pequenas férias amanha, e como sempre temos muito gosto em vos levarmos connosco. Podem como sabem acompanhar-nos no Instagram.

Eu tenho imensos posts de viagens atrasados, receitas por publicar, e novidades do hotel meus amigos, o que há de novidades e fofoca!

Vemo-nos em breve.

Um abraço e boa semana!

Uncategorized

Vamos de férias e levamo-vos connosco

Ainda com o último post relativo ao Verão do ano passado por publicar e já estamos prontos de novo para a nossa road trip anual.

IMG_0076

Como sabem é um prazer ter-vos connosco e convidamo-vos a todos partilhar estes dias connosco.

Podem seguir-nos através do Instagram – Anasbageri,  na minha página do facebook da Anasbageri ou na minha página pessoal. (links no lado direito)

Para todos um resto de bom Agosto e boas férias para quem ainda está a descansar.

Até amanha J

Ana - cozinheira · desafios receitas · pão, sourdough

Gugelhupf, bundtmania e a permanente insatisfação

Se há características que definem um bom chef profissional é a sua auto crítica, exigência e vontade constante de aprender mais.
Não sei se por loucura, cansaço generalizado ou apenas por termos dificuldade em distinguir entre emprego e interesse pessoal, estamos constantemente a falar de comida.
Um chef agarrado ao telemóvel está certamente a ver vídeos de um qualquer restaurante no youtube. As nossas estantes estão repletas de livros, e sonhamos com podermos ter férias para irmos como estagiários trabalhar de borla para outros restaurantes.
Acordamos e adormecemos a sonhar com comida, com pratos novos, com o frigorífico que tem de ser limpo, com as lista de compras. DSC_02292
Esta é uma profissão complicada como através dos meus posts aqui e no facebook podem acompanhar. São muitas horas de pé, muito calor, não há pausas, é um trabalho pesado e cheio de stress, turnos de 17 horas, semanas sem ver a família, e portanto só resiste quem como eu é tão absolutamente obcecado que não pode estar longe da cozinha por muito tempo.

No mundo dos cozinheiros amadores é com muito prazer que sigo o Lemon &Vanilla da Lia que de forma séria e rigorosa partilha connosco as receitas que testa acompanhadas de belíssimas fotografias. É animador ver que ainda existem blogues que respeitam os seus leitores com o mesmo profissionalismo de um chef perante o serviço: Servir bem, proporcionar momentos de prazer a quem nos lê ou come a comida preparada por nós.

DSC_0234a
É em casa da Lia que decorre esta edição do budntmania que tem como tema “frutos secos”.
Para a minha primeira participação decidi investigar um pouco mais acerca deste tipo de bolos e descobri que têm origem no europeu Gugelhupf.
Este bolo particularmente comum entre as comunidades judaicas da Alemanha, Áustria e Polónia é tradicionalmente feito com uma leve massa lêveda, salpicado de amêndoas e passas humedecidas em kirsch.
Descobri também que a forma de bolo que normalmente associamos aos bundt é na verdade a forma tradicional dos gugelhupf.
Como vos disse a massa tradicional deste bolo é lêveda, mas incrivelmente fácil de fazer, e o resultado é um bolo enorme e leve, mais húmido e saboroso do que os habituais bolos feitos com este tipo de massas.
A receito que vos apresento embora respeite os ingredientes e aspecto do gugelhupf é a minha versão mais simples e prática de preparar este bolo.

DSC_0235a

Ingredientes:
• 50 gramas de passas (devia ter usado um pouco mais)
• Raspa da casca de uma laranja
• ½ dl de kirsch
• 100 g de amêndoas grosseiramente picadas
• 1 pacote de fermento de padeiro seco (12 gramas)
• 2 dl de leite
• 200 g de manteiga
• 4 ovos
• 150 g de açúcar
• 500 g de farinha

Preparação:
Eu uso uma batedeira fixa, e esta é mesmo a forma mais fácil de preparar este bolo. Mas nada vos impede de o misturar à mão ou com uma batedeira normal com o gancho.

Dissolvam o fermento num pouco de água tépida.
Na tigela da batedeira misturem o fermento com o leite morno e a manteiga derretida e arrefecida, a raspa da laranja, e o açúcar. Juntem os ovos.
Finamente acrescentem a farinha amassando bem.
Desliguem a máquina e deixem a massa levedar por 1 hora.
Ao mesmo tempo ensopem as passas e as amêndoas no licor,
Aqueçam o forno a 180°C. Barrem muito bem a vossa forma com manteiga e polvilhem com farinha.
Misturem as passas, as amêndoas e o licor na massa e voltem a amassar. Deitem o preparado na forma e deixem levedar por 30 minutos.
Cozam o bolo no formo por aproximadamente 45 minutos, ou até o bolo estar cozido por den-tro e douradinho por fora. Deixem o bolo arrefecer antes de o desenformar.