Everlasting Whipsylabub to put into glasses (1789) – Parabéns Laranjinha!!

by ana

Para festejar o sexto aniversário do Cinco Quartos de Laranja, tinha de publicar uma receita especial, uma receita escolhida com cuidado e carinho, que fosse também um presente para a Laranjinha. Encontrei-a no livro The Complete Confectioner, publicado em Londres em 1789 por Frederick Nutt -  Everlasting Whipsylabub to put into glasses, um creme cuja leveza e aparente simplicidade escondem uma  combinação perfeita de vários aromas e sabores. Aqui está, com os meus mais sinceros desejos de que o sucesso e vida do teu blogue sejam também everlasting.

Durante o século XVIII nenhuma outra profissão ligada à gastronomia, tinha mais prestígio do que a de confeiteiro. Com a melhoria das condições de vida e a maior fartura de ingredientes, mais e mais pessoas começaram a ter acesso a luxos culinários até então reservados às classes mais altas da sociedade.

Apareceram as primeiras confeitarias onde para além das grandes encomendas de por exemplo esculturas de açúcar para jantares e banquetes, se vendia uma grande variedade de doces, pastilhas, compotas, bolos, biscoitos, cremes, e os muito em voga gelado e sylabub do qual já aqui falámos a propósito de Mrs Beeton.

O sylabub era vendido em copinhos de vidro e caso os clientes não o quisessem comer na confeitaria, tinham de pagar também uma taxa para alugar o copo.

Uma das mais afamados Confeitarias era a Pot and Pineapple em Berlkely square que tinha aberto as suas portas em 1760 e era propriedade de Domenico Negri, um confeiteiro italiano de grande fama na altura  e onde Nutt trabalhou antes de publicar o livro de onde retirei a receita.

Este e outros livros da época, estão disponíveis para leitura ou download. As receitas são por vezes um pouco difíceis de seguir, mas oferecem ideias para combinações de sabores fantásticos. Eu não descanso enquanto não deitar mão à secção dos gelados!

A receita original, numa edição de 1807

E a minha versão, como imaginam muito mais pequena,  mais de 3 litros de natas com indica Nutt, até a mim parece demais.

Ingredientes:

  • 3dl de natas
  • Sumo de meia laranja amarga
  • Raspa da casca de um limão
  • 50 gramas de açúcar
  • 1 colher de café de água de flor de laranjeira
  • 0,25 dl de Sherry (sack)
  • 0.25 dl de vinho branco seco (Rhenish)

Preparação: (Atenção porque é bastante complicado!)

Segundo o original: Bater tudo com um batedor de varas durante meia hora, colocar em copos e reservar até servir. É mais saboroso no dia seguinte.

(Eu usei uma batedeira….não sei se é mais saboroso no dia seguinte porque o sylabub na nossa casa não sobrevive tanto tempo.)

About these ads

24 Comments to “Everlasting Whipsylabub to put into glasses (1789) – Parabéns Laranjinha!!”

  1. Lindo post.. bonita receita e fantasticas imagens.. parabéns para a laranjinha!

  2. :) Uau!!! Como é possível uma sobremesa tão bonita parecer tão simples de fazer, tenho que experimentar o mais rápido possível!

    Quando escreveste que a preparação era bastante complicada fiquei meia tonta à procura da parte que eu não tinha lido ou entendido…lol

    Parabéns aos Cinco Quartos de Laranja!

    • Eu até tenho vergonha de publicar uma coisa tão simples, mas gostei tanto do nome da receita e do livro que n resisti :)

      • Não concordo nada, fazer algo tão simples e ao mesmo tempo tão belo é que marca a diferença. Nunca imaginei, olhando para as fotos, que a preparação seria assim.

        Já estou a ver-me a apresentar este doce num jantar e dizer que passei a tarde a fazê-lo! (com a “mão” que tenho para talhar misturas sou bem capaz de conseguir talhar qq coisa e passar mesmo a tarde nisto… :P)

  3. Parece-me delicioso. Fizeste uma boa escolha, Ana.
    Beijinhos

  4. Ai que coisa mais deliciosa!!!! O aspeto é simplesmente irrepreensível e já consigo imaginar a textura dessa sobremesa a tocar-me na lingua… em transe completo…
    Excelente participação e de certo que a Laranjinha irá adorar :D

  5. LOL, é, de facto, deveras complicado :p
    Mas como as coisas simples são sempre as mais saborosas, acredito que este sylabub seja maravilhoso. Pelo menos fiquei com vontade de experimentar. E adorei os livros, que coisa mais linda! Onde os podemos “downloadar”?

    É verdade, a propósito de vocês cobrarem a ida à francesinha quando vierem ao Porto: se for ao almoço ainda vos fazemos um tour pelas mercearias da baixa com paragem obrigatória na que vende as alheiras maravilha :p

  6. Estou certa que a Laranjinha vai adorar!

  7. Deve ser uma sobremesa maravilhosa. O aspecto encantou-me .

    Beijinhos

  8. O teu “presente” para o Cinco Quartos de Laranja é encantador. Quanto à simplicidade, acredito muito na máxima “less is more”.Portanto, acho perfeito! Além disso, o cuidado empregue em encontrar uma receita do século XVIII revela um cuidado e amabilidade que não é transversal a todos. Por isso, e por tudo o mais, parabéns. A ti e à Laranjinha.
    Um abraço de boa semana!

  9. És uma caixinha de supresas boas :)
    Para além desta excelente criação, com um ar soberbo; a escolha é muito mais do que uma receita, é uma verdadeira reliquia! Um presente mais que digno para a querida Laranjinha :)

    E já agora, onde é que encontras estas pérolas da gastronomia?

    beijinho*

  10. Belíssima participação! A Laranjinha tem aqui uma bela prenda, perfeita e cremosa. Quase que sinto este sylabub a chegar-me à boca :) Simples, mas o que é simples é tão bom e tão importante. E todo o teu cuidado e dedicação à procura de uma receita bem especial merece parabéns!
    Um beijinho.

  11. Tenho a certeza que a Laranjinha vai adorar este carinho (tão requintado)
    Um abraço :)

  12. Requinte a cima de tudo. Como não podia ser a tua participação no aniversário do cinco quartos de laranja é fabuloso. Só de olhar apetece pagar numa dessas taças e descobrir o sabor desse requinte. Adorei. Parabens.

    Beijinhos

  13. Para mim era obvio que a tua participação seria algo fantástico mas consegues sempre superar a minha imaginação! É por isso que gosto de te vir visitar! Levo sempre uma gaveta cheia de novos saberes!
    Bjinhos e boa participação!

  14. Olá Ana,

    fizeste-me sentir especial com esta tua participação fabulosa, cheia de história e requinte.

    Muito obrigada.

    Um beijinho grande

  15. Olá querida Ana, o teu post está encantador, tenho a certeza que muito irá
    agradar à Laranjinha.
    Um grande beijinho, tem uma óptima semana:)

  16. Que belíssima participação, Ana, não podia ser mais encantadora! Fico sempre deliciada com os teus textos, dás-me a conhecer histórias que se calhar nunca saberia e acabo sempre com vontade de continuar a ler mais!
    Tem um aspeto delicioso o teu sylabub, para além de lindíssimo.
    Beijinhos :)

  17. Realmente tens razão, parece ser muuuuito dificil!! Ahahah Ficaram maravilhosas nesses copinhos, com uma apresentação fantástica. Claro que de sabor nem duvido.. beijinho *

  18. que texto maravilhoso e que receita deliciosa,pela simplicidade
    gostaria de saber como acessar esses livros antigos e lindos para ler também
    parabéns, como sempre lindo de se ver,de ler e de comer

  19. Deliciosa e complicadiiiissima participação Ana heheehe, parabéns e obrigada pela partilha!!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: